Arquivo da categoria: sociologia política

A era do reconhecimento: é difícil eliminar as múltiplas esferas de injustiça que estruturam uma sociedade sem que a questão da diversidade seja colocada no centro do debate político

“O conceito moderno de dignidade, que no passado designava posições de honra e distinção, foi formalmente democratizado por autores como Rousseau e Kant, exigindo que toda pessoa seja merecedora de igual respeito e consideração, pelo simples fato de ser pessoa.” … Continuar lendo

Publicado em sociologia política | Deixe um comentário

Destruir o planeta e esconder o dinheiro não é perversão do capitalismo. É o capitalismo.

“O fogo ainda assola o mundo, queimando pessoas e ecologias. Embora o dinheiro que o propulsiona esteja escondido, você pode vê-lo incinerando cada território que ainda possui riquezas naturais não exploradas: a Amazônia, a África ocidental, a Papua ocidental. Enquanto … Continuar lendo

Publicado em sociologia política | Deixe um comentário

Prever crimes, a que custo?

“A promessa de prever a ocorrência de crimes através da tecnologia provoca questionamentos em um país onde oito a cada 10 pessoas presas com uso de reconhecimento facial são negras” Por Pablo Nunes Prever onde crimes podem acontecer é desejo … Continuar lendo

Publicado em sociologia política | Deixe um comentário

A democracia como fetiche e a ocultação do debate econômico

Hoje, o artigo publicado aqui no blog Traço de União traz, nas palavras de Silvio Almeida, uma reflexão sobre o jeito oportunista, medíocre, e pragmático da elite econômica do brasileira. Temas de relevância social: renda mínima; meio ambiente; direitos trabalhistas; … Continuar lendo

Publicado em sociologia política | Deixe um comentário

O terror em Araçatuba indica que quando a violência generalizada contamina a sociedade quem se beneficia é o autoritarismo…

A história registra que é no caos social que o autoritarismo busca legitimar-se. Como bem lembrou no texto abaixo J. Carlos de Assis “Quando liderou o levante da cervejaria de Munique que o levou à cadeia e depois à glória, … Continuar lendo

Publicado em sociologia política | Deixe um comentário

A institucionalização do deboche – Declarações públicas perversas e irresponsáveis têm contribuído decisivamente para a degradação do país

O deboche que está normalizado na vida nacional é da ordem da perversidade. É um ódio ao riso e à alegria; é um gozar diante do choro alheio. Sente-se no hálito do debochado sempre um aroma de indecência e bandalheira. … Continuar lendo

Publicado em sociologia política | Deixe um comentário

Fogo na floresta amazônica, no museu da língua portuguesa, na cinemateca – porque o galo foi preso?

“Não gostamos do fogo que queimou o Museu da Língua Portuguesa (agora finalmente reinaugurado) nem do fogo que queimou o Museu Nacional nem do fogo que há pouco queimou a Cinemateca, estes sim incêndios criminosos, patrimônio público deixado para queimar. … Continuar lendo

Publicado em sociologia política | Deixe um comentário

Bem-vindos ao admirável mundo pandêmico: violência, guerra-fria e vacinas

“Há três cenários em cima da mesa: o negacionismo, o gatopardismo e a alternativa civilizatória. Cada um oferece uma narrativa da pandemia que o faz ser o único possível e legítimo, e é apoiado social e politicamente pelas forças que … Continuar lendo

Publicado em sociologia política | Deixe um comentário