Liberdade – poema de Carlos Marighella

LIBERDADE

Não ficarei tão só no campo da arte,
e, ânimo firme, sobranceiro e forte,
tudo farei por ti para exaltar-te,
serenamente, alheio à própria sorte.

Para que eu possa um dia contemplar-te
dominadora, em férvido transporte,
direi que és bela e pura em toda parte,
por maior risco em que essa audácia importe.

Queira-te eu tanto, e de tal modo em suma,
que não exista força humana alguma
que esta paixão embriagadora dome.
E que eu por ti, se torturado for,
possa feliz, indiferente à dor,
morrer sorrindo a murmurar teu nome”

———————- —————————-

QUEM FOI CARLOS MARIGHELA?

Carlos Marighella era filho da baiana Maria Rita do Nascimento e do imigrante italiano anarquista Augusto Marighella. Maria Rita era descendente de negros Hauçás, que nunca se renderam à escravização e protagonizaram diversas revolta, dentre elas, a dos Malês. Marighella nasceu em 05 de dezembro de 1911 em Salvador-BA.

Na juventude, Marighella se aproxima da juventude comunista. Essa aproximação lhe rende a primeira prisão política. Ao sair da prisão resolve participar ativamente do Partido Comunista Brasileiro, onde chegou a fazer parte do Comitê Central da organização. Marighela ainda foi preso mais três vezes, a última quando foi baleado em um cinema quando tentava despistar militares que o perseguiam. Em 1945, Marighella foi eleito deputado constituinte pela Bahia, a experiência durou pouco mais de um ano, o PCB havia sido colocado na clandestinidade novamente.

Considerado o inimigo Nº 1 da Ditadura Militar iniciada em 64, Marighella era dirigente da Ação Libertadora Nacional-ALN. A organização assinou diversos atos de enfrentamento à Ditadura Militar como sequestros, assaltos a bancos e o famoso assalto à Rádio Nacional, em que tomaram a Rádio para fazer um pronunciamento nacional ao Povo Brasileiro. Muitas dessas ações foram dirigidas por Marighella.

Carlos Marighella foi assassinado em 04 de novembro de 1969 em uma ação covarde do DOPS. Marighella nos deixou diversos escritos entre análises e poesias.

Sobre joaoantonio60

Traço de União é um espaço para aqueles que defendem a democracia, a ciência e a preservação do Planeta Terra - azul e redonda.
Esse post foi publicado em Cultura. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s