NOSSO TEMPO – poema de Paulo Gabriel

Não,

meu sonho não tem preço,

caminho longe de quem compra a alegria no mercado,

na contramão eu vou e tenho paz!

___________________________________

Agora,

quado até Deus é vendido no varejo,

eu me refugio no silêncio da noite

treinando meu coração para intuir na madrugada.

____________________________________

Maldito este tempo tenebroso e fútil,

incapaz de acreditar no amor eterno!

Sobre joaoantonio60

Traço de União é um espaço para aqueles que defendem a democracia, a ciência e a preservação do Planeta Terra - azul e redonda.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para NOSSO TEMPO – poema de Paulo Gabriel

  1. Cecilia Conti Aoi disse:

    “Maldito tempo tenebroso e fútil” tempos dificieis q vivemos…

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s