Termômetro do tempo – texto de Mimila K Rocha

Hoje quando eu acordei a serração encobria o belo…

A serenidade do vento, quase imperceptível, encompridava o tempo do sereno,

e as folhas das árvores lentamente deixavam escorrer pingos de orvalhos fazendo sons para os ouvidos apurados.

Diferentemente de outros dias não se ouvia o canto dos pássaros,

Acho que eles estavam em compasso de espera…

esperavam o astro rei, com sua energia incontida, dispersar naturalmente tudo que ofuscava sua visão.

Naquela manhã, a tristeza disfarçada de cinza dobrava as curvas da estrada e, como se fosse esconder atrás do morro, fugia de mim…

A vida é assim: mesmo diante de tenebrosas expectativas ela insiste em querer superar as incertezas.

Mimila K Rocha

Sobre joaoantonio60

Traço de União é um espaço para aqueles que defendem a democracia, a ciência e a preservação do Planeta Terra - azul e redonda.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s