O mundo dos esquecidos – por Mimila K Rocha

Nas comunidades de vida simples a expectativa projeta o futuro.

Os olhares coletivos procuram enxergar além do tempo – uma forma de trazer para perto de todos o imperceptível.

O silêncio se mistura à imaginação: certeza de que o amanhã imaginado é um estímulo de transformação.

No horizonte destas pessoas a realidade estimula um olhar para além da cerca que os aprisiona.

A carência alimenta a expectativa,

A imaginação projeta um futuro diferente…

E a solidariedade funciona como estímulo à organização do inconformismo.

A ordem jurídica imposta é vista como coisa de bacana – instrumentos de preservação de privilégios.

Suas regras de convivência são mais simplificadas – todas giram em torno do respeito sem discriminação

No mundo dos esquecidos, a cada amanhecer a sobrevivência é motivo de comemoração.

Na periferia viver é um desafio, ainda mais em tempo de pandemia.

Mimila k Rocha

Sobre joaoantonio60

Traço de União é um espaço para aqueles que defendem a democracia, a ciência e a preservação do Planeta Terra - azul e redonda.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para O mundo dos esquecidos – por Mimila K Rocha

  1. SEBASTIAO G NASCIMENTO disse:

    Adorei esse poema. Que energia ele esparje como esperança e força de cada novo dia, para cada novo amanhã. Como diria Chico Cesar ” uma força que nunca seca”

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s