A socióloga espanhola Esther Solano fala de sua pesquisa sobre as características do público bolsonarista.

Socióloga Esther Solano

Na democracia a rotatividade do poder político, mais que uma possibilidade, é uma dinâmica recomendável. Aliás, esta é uma marca da jovem democracia brasileira.

Na história recente – fim da ditadura/redemocratização – pelo voto tivemos: Collor, um populista de direita; Itamar/FHC, um governo de centro; Lula/Dilma, governos de centro esquerda (esquerda democrática) e atualmente a extrema direita, também pelo voto, conseguiu chegar ao poder. Como se vê, em poucas décadas, os cidadãos brasileiros (eleitores) fizeram experimentos políticos diversificados. Esta postura do eleitorado não é um mal em si: a rotatividade, desde que preservada a democracia, faz bem ao Estado Democrático de Direito.

Recomenda-se àqueles que desejam construir um projeto alternativo ao atual projeto político no poder, mais do que coerência, sintonia com expectativas da sociedade na sua complexidade. É esta a dimensão da pesquisa de Esther Solano que de forma didática ela expõe no vídeo abaixo. Assista. Vale a pena!

Esther Solano, doutora em Ciências Sociais pela Universidade Complutense de Madri e professora de Relações Internacionais da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Sobre joaoantonio60

Traço de União é um espaço para aqueles que defendem a democracia, a ciência e a preservação do Planeta Terra - azul e redonda.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s